Socorrense é campeão da Segunda Divisão

Sergipe e Estanciano se classificam
22 de novembro de 2017
Nordestão Sub-20: Bahia e River avançam em 1º
22 de novembro de 2017

Socorrense é campeão da Segunda Divisão

Conquista aconteceu na disputa de pênalti depois de um empate em 1×1 no tempo normal

 

A conquista não pode ser considerada inédita. Mas é um feito histórico. A equipe da Socorrense venceu o Olímpico de Itabaianinha por 4×3, na disputa de pênalti depois de um empate em 1×1 no tempo normal. Joelton marcou para o time de Socorro, aos 10 minutos do segundo tempo, enquanto Dinda aos 47 minutos, já nos acréscimos marcou o gol de empate, levando a decisão para os penais.

A primeira cobrança, o zagueiro Lelo bateu e Jonathan defendeu. A Socorrense fez com o meia Joelton. Daí para frente foi só confirmar para colocar a mão definitivamente, no caneco. Acácio, Lucas Rocha e Willamis também balançaram a rede para o Siri. Para o Olímpico assinalaram Dinda, Wellerson e Augusto. O goleiro Jonathan defendeu o último pênalti, cobrado pelo zagueiro Cláudio Baiano, garantindo o título.

O grande nome do jogo foi o goleiro Jonathas, que além de efetuar grandes defesas durante a partida normal, na cobrança de pênaltis defendeu duas penalidades que garantiram a vitória socorrense. Após o jogo o goleiro foi muito aplaudido pelos torcedores e pelos colegas de equipe.

Com esse resultado, a equipe de Socorro que junto com o Olímpico já havia garantido retorno a Divisão de Elite, conquistou o troféu de campeão e a premiação de R$ 20 mil. Ai Olímpico além do troféu e as medalhas de vice-campeão.

No final do jogo, os jogadores do Socorrense fizeram de posse do troféu Antônio Medeiros fizeram a festa com a volta olímpica a festa, com a torcida, que compareceu em bom número no estádio Wellington Elias. O atacante Joelton disse que o time Siri fez uma ótima campanha, durante a segunda divisão e o título veio a premiar o trabalho de todo grupo em 2017.

A partida proporcionou uma arrecadação de R$ 4.360, 00 com Público: 436 pagantes. A Socorrense sagrou-se campeão com: Jonathan, Carioca (Rony), Bruno, Ládson e Vitor Muribeca (Rael); Lucas Rocha, Willamis, Acácio e Bruninho; Negueba (Nilton) e Joelton. Técnico: Edilson Santos. O Olímpico foi vice-campeão atuando com Adilson, Augusto, Lelo, Cláudio Baiano e Júnior; Piau, Carlinhos Arauá, Dinda e Capela (Fabiano); Eduardo e Fabinho Cambalhota. Técnico: Givanildo Sales. Arbitragem de Fábio Augusto Sá. Ailton Farias Silva e Leonardo de Jesus Silva foram os assistentes.