Leandro Sena pede paciência ao torcedor

Sena ganha crédito de confiança
12 de julho de 2017
Diretoria apresenta reforços do Dragão
12 de julho de 2017

Leandro Sena pede paciência ao torcedor

Encurralado com a pressão da torcida, insatisfeito com os últimos resultados da equipe, o treinador Leandro Sena vive o sei “inferno astral” no time proletário. O treinador já não é mais unanimidade entre a torcida e terá no jogo de sábado contra o Salgueiro o divisor da sua passagem pelo Dragão. Uma derrota pode deixar a situação do treinador muito complicada.

Mais uma vez o Confiança deixou de fazer o “dever de casa”, perdeu pontos em plena Arena Batistão e isso é ruim para quem quer brigar pela classificação. O rendimento e o resultado, claro, não agradaram a torcida do Confiança, que criticou bastante os jogadores e o treinador Leandro Sena ao fim da partida. O técnico proletário explicou por que a equipe teve tantas dificuldades em se impor em casa diante de um adversário da mesma estatura no cenário nacional.

– A gente saiu ganhando. A gente sofreu o empate, porém a gente estava limitado em duas substituições, Mimica e Radar saíram machucados e isso o torcedor não sabe. Acho que a gente jogou um bom jogo, um jogo equilibrado, um jogo que a gente teve a chance de fazer o segundo gol mas infelizmente é Série C, não tem jogo fácil, as equipes vêm jogar no nosso erro e acabamos levando mais um gol de bola parada, avaliou.

Sena também pediu paciência ao torcedor e lembrou que, apesar dos sete jogos sem vitória, o time continua próximo do G-4. Em contrapartida, também se aproximou do Z-2. A distância caiu de 4 para 2 pontos.

– Quem não conhece a semana do Confiança não pode falar. Vai acompanhar o treino. A gente trabalha todas as facetas do jogo. Agora ficar limitado por causa de lesão tem que fazer milagre. Peço mais uma vez paciência ao torcedor. Não há motivos para desespero. Tem todo um segundo turno e não estamos longe do G-4. Estamos trabalhando muito firme para que o Confiança obtenha bons resultados, concluiu Leandro Sena.